Dieta BARF

Dog's Wish

A Dogs’ Wish não é apenas uma Pet Shop. É muito mais do que isso. A Dogs’ Wish foi criada para marcar a diferença!

gw-head-120x120.png

Rua Professor Vieira de Almeida, 38B, Loja D, Lisboa

Dieta BARF considera que, não só os cães, mas todos os animais devem ter uma dieta natural, saudável e biologicamente apropriada. Por outro lado, nenhum animal está adaptado a uma alimentação processada, cozinhada e repleta de aditivos.A dieta BARF não tem cereais, corantes, conservantes, ou quaisquer ingredientes artificiais … tudo é natural. E esta é a grande vantagem e a grande novidade.Pretende-se recriar a dieta dos antepassados do cão, a qual era composta essencialmente por presas herbívoras.A Dieta Dogs’ Wish tem como ingredientes principais carne e osso de diferentes espécies conjugados com vegetais e frutas, os quais simulam o conteúdo do estômago das presas. Tem ainda extras, de forma a enriquecer e equilibrar nutricionalmente as receitas...

A

263828568_196496026016728_4737521060322466990_n.jpeg

Fundamentos

É natural que muitos donos possam ser cépticos em relação a este tipo de dieta, tão diferente da que estão habituados a dar ao seu animal de estimação. Afinal, sabemos que está convicto de que o que tem feito até hoje é o melhor para o seu cão.
Também sabe, no entanto, que existe uma tendência crescente, tanto na nutrição humana como na animal, de voltar às origens consumindo ingredientes mais “puros”, mais próximos dos existentes na natureza.
O que temos para oferecer é uma dieta com ingredientes que todos conhecemos, que poderíamos até reproduzir em nossas casas. Apenas queremos poupar-lhe esse trabalho. Poderemos, em conjunto, personalizar a dieta do seu cão porque ele não terá de comer o mesmo para o resto da sua vida, como tem vindo a ser tendência recomendar.

Queremos acabar com o mito que nos diz que alimentar um cão é uma coisa muito complicada e cara. É até bastante simples… basta imitar a natureza. Ela, naturalmente, sabe o que faz.
 

Em 1993 os cães e os lobos foram oficialmente designados como a mesma espécie: canis lupus. Os seus aparelhos digestivos são idênticos, preparados para digerir as suas presas, incluindo ossos.
O seu estômago é muito ácido (pH 1), capaz de digerir carne e ossos crus e de lidar com bactérias veiculadas pelos alimentos que seriam prejudiciais aos humanos, cujo pH do estômago é 4.
A sua digestão inicia-se no estômago (a saliva dos carnívoros não tem enzimas e os seus dentes não trituram a comida). Os grãos de cereais (arroz, milho, etc) não são facilmente assimilados. A gordura e a proteína são as fontes de energia naturais dos canídeos.
Anatomicamente, os seus dentes e mandíbulas estão preparados para agarrar e “rasgar” a pele e músculo e para esmagar os ossos. Como é característico dos carnívoros, os cães têm os olhos frontais e não laterais, como as suas presas.

Vantagens

 

  • Elimina o “cheiro a cão”

  • Reforça o sistema imunitário, comprovado pela maior resistência à doença, a parasitas e infecções bacterianas

  • Pele e pêlo saudáveis – acabaram-se as comichões e os longos tratamentos com antibióticos e cortisona

  • Dentes limpos, brilhantes e sem tártaro

  • Gengivas saudáveis e hálito fresco

  • Melhor condição corporal, perda de gordura e aumento da massa magra

  • Melhor digestão, graças às enzimas presentes na dieta

  • Fezes em menor quantidade, com menos cheiro e mais duras, devido à maior bio-disponibilidade da dieta

  • Aumento da energia e vitalidade

  • Menos problemas reprodutivos

  • Crescimento dos cachorros a uma taxa inferior, permitindo o desenvolvimento correcto do esqueleto

  • Menor tendência para doenças degenerativas

263614538_196494782683519_1925798901624516362_n.jpeg

Como começar

Mudança radical:
Esta é a forma mais fácil de começar… simplesmente decide mudar e fá-lo sem medos. Ontem o seu cão comia ração ou comida enlatada, amanhã vai comer BARF.
A opinião geral é que esta é a melhor forma de actuar em animais jovens, saudáveis e sem problemas gastro-intestinais relevantes. Pode no entanto não ser o mais aconselhado em animais mais velhos, com problemas digestivos ou imunitários. Alguns destes animais não toleram esta transição repentina, resultando em vómitos ou diarreia.

Mudança lenta:
Esta será a melhor opção para cães com sistemas imunitários comprometidos ou sensíveis a alterações na dieta. A comida BARF deverá ser introduzida lentamente, prevenindo assim sintomas de destoxificação pronunciados.
De um modo geral poderá fazer a transição ao longo de cerca de 10 dias. Irá gradualmente aumentando a quantidade de BARF e diminuindo a quantidade de ração até estar só a dar BARF.

servicos_dieta.png

Quantidades

A quantidade de comida que o seu cão necessita depende de muitos factores, nomeadamente o seu peso, porte, nível etário, metabolismo e actividade.
De uma maneira geral, num cão adulto poderá começar com 2% do peso corporal e ver a resposta em termos de ganho ou perda de peso e então fazer as adaptações necessárias.
Os cachorros normalmente precisam de cerca de 10% do seu peso corporal em comida.
Outra forma talvez mais prática será multiplicar por 2 o peso de ração e oferecer essa quantidade de BARF. Tal justifica-se pela maior percentagem de humidade deste tipo de alimentação quando comparada com a ração seca