Sugestões de (Pet) Passeios 🐾 Convento de Jesus, Setúbal



A Romã deixa-vos uma dica para visitarem em Setúbal


É o mais importante monumento nacional de Setúbal e um dos mais relevantes exemplares da arquitectura manuelina a sul do Tejo.

No Largo de Jesus, no centro histórico da cidade, encontramos o Convento que lhe deu o nome.

Mandado erigir para recolher um grupo de freiras da Ordem das Clarissas graças a um voto de Justa Rodrigues Pereira, fidalga da Casa dos Duques de Beja e ama do rei D. Manuel I.

O Rei D. João II manda ampliar o projecto, entregando-o ao famoso arquitecto Diogo Boitaca em 1494, um dos arquitectos preferidos da Casa Real na época e um dos primeiros a trabalhar no Mosteiro dos Jerónimos.

Embora tenha sofrido graves danificações com o terramoto de 1755 e tenha sido reconstruído, o edifício ainda conserva muitos elementos do estilo inicial, entre os quais se destacam, na fachada da igreja, o portal e os janelões.


A Igreja apresenta um interior sumptuoso, e foi o primeiro ensaio no País de uma “igreja salão”, conferindo uma unidade do espaço, com as três naves abobadadas à mesma altura, permitindo uma iluminação uniforme do interior. A Igreja é famosa pelas suas belas colunas torsas feitas em brecha (uma pedra típica da Serra da Arrábida) que sustentam as abóbadas.

No tecto estão presentes nervuras espiraladas que viriam a ser um dos grandes marcos do estilo Manuelino, e que aqui parecem ser dos primeiros exemplares onde foram utilizadas.


O coro alto era destinado às freiras clarissas, único local de onde podiam assistir à missa pois pertenciam a uma ordem de clausura.


A Capela Mor é revestida de azulejos verdes e brancos, datados do séc. XVI. Nas paredes laterais podemos ver painéis de azulejo do séc. XVII com cenas da vida da Virgem.


No edifício do Convento de Jesus funcionou até 1959 o Hospital de Setúbal, tendo posteriormente sido adaptado para a instalação do Museu de Setúbal.



Visite Portugal com seu mais que tudo de 4 patas !


📷 maria João pavão serra