Quinta

da Avó, Porto

Casa centenária, residência veraneante de abastados fidalgos da cidade do Porto que vinham de comboio a vapor para São Romão do Coronado à procura dos bons ares dos arrabaldes

Em posse da actual família desde 1950, ano em que foi adquirida por Delfim Gonçalves Azevedo emergente industrial vassoureiro e sua esposa María de Paiva Oliveira, sofreu por essa altura obras de restauro e acrescento.


Em 1996 passa novamente por obras de adaptação e melhoramento pelas mãos dos seus netos, que lhe devolvem o encanto de outrora. Possui edifício residencial, salão social para eventos e amplo espaço exterior, com laranjal, roseiral, bucólicos recantos e aprazível jardim relvado.

Os Pets são bem vindos ao eventos. Eles próprios poderão ser o motivo do evento!
Mediante as necessidades a Quinta da Avó tem facilidade em criar estruturas veterinárias, caso sejam necessárias e com loja local de fornecimento de alguma coisa necessária.