Descobrir Portugal 🐾 Rocha da Mina

Ribeiro de Lucefecit, Rocha da Mina, Alandroal, Alentejo

A Romã e eu fomos na demanda do Santuário do deus Endovélico


Este templo rupestre talhado num esporão xistoso de vertentes abruptas, com cerca de 12 metros de altura, tem origens longínquas, uma vez que remonta à Idade do Ferro (Séc. II-I A.C), e encontra-se “escondido” num bosque de carvalhos e muitos eucaliptos.




Para os povos célticos ou celticizados, como os Lusitanos, os templos e santuários divinos encontram-se na própria Natureza e não em construções de mão humana.

A investigação arqueológica e interpretativa atribui a este santuário também uma função de oráculo, em semelhança com o famoso oráculo de Delfos, na Grécia.



Ao chegar ao seu sopé encontramos actualmente uma ponte de madeira que atravessa o ribeiro (com pouca água no momento e, com o sugestivo nome de Lucefecit (“fez-se luz”), para depois começar uma subida íngreme ; mas, em tempos remotos, os devotos a Endovélico ter-se-ão molhado nas águas de forma a “lavarem-se” da sua vida e darem início a uma experiência iniciática que receberiam do oráculo de Endovélico.


(📷 @hmanuel212)


Um lugar que vale pela “viagem mística ao passado”


Atenção é para caes habituados a trilhos ! A Romã veio ao meu colo em quase toda a subida (eu sei que sou ansiosa e foi a nossa primeira aventura em modo Indiana Jones alentejano). Coisa breve para não nos cansarmos muito!



Visite Portugal com seu mais que tudo de 4 patas 🐾


📷 maria joao pavão serra